Notícias

Fontes renováveis garantem energia sem esgotar recursos

    Para atender à crescente demanda de energia no mundo e, ao mesmo tempo, a necessidade de utilização dos recursos naturais com racionalidade, não é difícil entender por que as fontes limpas de energia são as que mais crescem no mundo.

    Em 2018, o uso dessas fontes cresceu 7%. Pode parecer pouco, mas significa dizer que a produção delas equivale a toda energia elétrica consumida no Brasil durante um ano – cerca de 450 Twh (terawatt-hora), segundo o relatório da Agência Internacional de Energia.

    Esse interesse global por formas de gerar energia limpa encontra ressonância no Brasil. No país, mais de 40% da matriz energética – conjunto de fontes para gerar eletricidade, movimentar veículos e equipar máquinas – advém de fontes renováveis, enquanto no restante do mundo esse número é de apenas 14%, de acordo com a Empresa de Pesquisa Energética, vinculada ao Ministério de Minas e Energia. Em 2040, estima-se que quase metade da matriz brasileira – 48% – será alimentada pelas renováveis.

    Nossa matriz elétrica – formada exclusivamente por fontes para gerar eletricidade – é ainda mais renovável do que a energética. Isso porque 65% dela advém da utilização da força de nossos recursos hídricos. O índice ultrapassa os 80% se somados a outras fontes limpas – como eólica, solar e biomassa – e é muito superior ao restante do mundo, onde não chega a 25%, já que a produção de energia elétrica advém, principalmente, de combustíveis fósseis como carvão, óleo e gás natural.

    Embora exista ainda muito mercado para o Brasil crescer, é notório o avanço da energia produzida a partir, por exemplo, de fontes eólica e solar. Hoje, os mais de 600 parques espalhados pelo país que utilizam a força dos ventos produzem 15GW de capacidade instalada, a mesma gerada por Itaipu, e já é a segunda fonte da matriz elétrica do país (9,2%). Há oito anos, esse número era de apenas 1GW e, em 2023, deve ser de quase 20GW.

    O setor de energia solar, que deve receber investimentos neste ano de mais de R$ 5 bilhões, chegou em abril à sua maior produção: 2 GW. Estima-se que, com os aportes, a capacidade alcance 3,3 GW até o final do ano. Juntas, eólica e solar têm 10% da fonte da matriz elétrica brasileira. E há, ainda, a biomassa que, principalmente, com os resíduos da indústria da cana, produz 9% da energia elétrica brasileira.

    São meios de gerar energia sem esgotar os recursos para o futuro, garantindo um desenvolvimento sustentável – uma pauta que faz parte do dia a dia da Fundação Proamb, líder em soluções ambientais no Sul do país. As fontes renováveis de energia também fazem parte dos seminários que ocorrem dentro do FiemaCon, o espaço de conhecimento e ciência que ocorre dentro da feira bianual promovida pela Proamb, a Fiema Brasil. A próxima edição está marcada para os dias 14, 15 e 16 de abril de 2020, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves.



PATROCÍNIO FIEMA 2018
PROIBIDA A ENTRADA DE MENORES DE 16 ANOS, MESMO QUE ACOMPANHADOS.
Ao participar da Fiema Brasil 2020, VISITANTES E EXPOSITORES estão cientes e concordam que fotografias e filmagens feitas durante o evento poderão ser utilizadas pelos organizadores para promoção do setor e do evento.
 

ALAMEDA FENAVINHO, 481
FENAVINHO - CEP 95703-364
BENTO GONÇALVES - RS

FONE: +55 (54) 3055-8700
ENTRE EM CONTATO
 
REALIZAÇÃO
Proamb
Proamb
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2017
DE 14 A 16 DE ABRIL | HORÁRIO: DAS 9H ATÉ ÀS 20H | PROIBIDA A ENTRADA DE MENORES DE 16 ANOS.